Ararinha-azul que inspirou "Rio" está agora oficialmente extinta na natureza, segundo estudo


No filme de animação "Rio" de 2011, dirigido por Carlos Saldanha, uma Arara Spix chamada Blu (dublada na versão brasileira por Gustavo Pereira) voa de Minnesota a Rio de Janeiro porque ele é o último macho vivo de sua espécie e é onde vive Jade (dublada por Adriana Torres), a última fêmea viva. Blu e Jade finalmente se apaixonam, têm um bebê e o filme termina felizmente - com a esperança de que os pombinhos possam salvar suas espécies. No mundo real, no entanto, Blu teria chegado tarde demais.

Um novo estudo da BirdLife International , uma parceria global de organizações de conservação que tem como meta conservar espécies de aves em todo o mundo, revela que nos últimos anos várias espécies de aves perderam sua luta pela sobrevivência. E, infelizmente, uma dessas espécies é a bela ararinha Spix. A espécie é agora considerada extinta na natureza, embora algumas das aves sobrevivam em programas de reprodução.

Enquanto a grande maioria das extinções de aves ocorridas nos últimos séculos ocorreu em ilhas isoladas, cinco das oito destacadas por este estudo ocorreram na América do Sul - quatro apenas no Brasil - uma declaração trágica sobre o impacto do desmatamento naquela parte do mundo.
"Noventa por cento das extinções de aves nos últimos séculos foram de espécies em ilhas", diz o Dr. Stuart Butchart, cientista-chefe da BirdLife e principal autor do estudo. “No entanto, nossos resultados confirmam que há uma crescente onda de extinções que varre os continentes, impulsionada principalmente pela perda de habitat e degradação da agricultura e da extração insustentáveis”.

Enquanto outras três espécies de pássaros citadas no estudo - o Cryptic Treehunter, o Alagoas Foliage-gleaner e o Poo-uli, anteriormente do Havaí - sucumbiram agora a essa luta, ainda há esperança para um número de espécies de aves que o relatório reclassifica como criticamente em perigo.

A arara brasileira, Arara-spix, também conhecida como ararinha-azul, foi considerada a ave mais rara do planeta

E, no mínimo, no caso da arara-azul, as crianças para as gerações futuras ainda serão capazes de extrair alegria de sua beleza única - embora de forma animada.

Esse é um artigo traduzido e adaptado da CBS News, você conferir o artigo original aqui.

Referências:
Fonte: CBS News
Estudo da BirdLife: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0006320718308012
Artigo da BirdLife: https://www.birdlife.org/worldwide/news/spixs-macaw-heads-list-first-bird-extinctions-set-be-confirmed-decade
Arara-spix a ave mais rara do planeta: https://www.theguardian.com/science/animal-magic/2014/jun/16/dead-parrot-spixs-macaw-rarest-bird-brazil