Oscar 2012 - Melhor Diretor

O Oscar de melhor diretor (português brasileiro) ou Óscar de melhor realizador (português europeu)
ou Academy Award for Directing (em inglês), é o prêmio que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas oferece ao escolhido como o melhor diretor do ano anterior ao da realização da cerimônia.

A cada ano a Academia seleciona o melhor diretor de uma lista de cinco indicados. O prêmio, que vem sendo entregue desde 1929, dá direito ao vencedor de receber a cobiçada estatueta e de fazer um breve discurso.

 Melhor Diretor
Glenn Close — Albert Nobbs
 Midnight in Paris (Brasil/Portugal: Meia-noite em Paris) é um filme de comédia romântica e fantasia, escrito e dirigido por Woody Allen lançado em 2011. É estrelado por Owen Wilson, Marion Cotillard e Rachel McAdams. Na semana de 23 de janeiro de 2012 foi indicado ao pela Academia ao Oscar como melhor direção de arte (Anne Seibel, Hélène Dubreuil), melhor direção (Woody Allen) e como melhor filme.

Viola Davis — The Help

The Help (Histórias Cruzadas (título no Brasil) ou As Serviçais (título em Portugal)) é um filme de drama, que surgiu do livro romance homônimo de Kathryn Stockett. O filme é um retrato sobre uma jovem mulher caucasiana, Eugenia “Skeeter” Phelan, e o seu relacionamento com duas empregadas negras durante a era americana dos Direitos civis no idos de 1960. Skeeter é uma jornalista que decide escrever um livro da perspectiva das empregadas (conhecido como The Help), mostrando o racismo que elas enfrentam quando estão trabalhando para famílias de brancos.
O filme é ambientado em Jackson, Mississippi, e estrela Emma Stone, Viola Davis, Octavia Spencer, Bryce Dallas Howard, Jessica Chastain, Sissy Spacek, Mike Vogel, Mary Steenburgen e Allison Janney. The Help teve boa critica e tornou-se um grande sucesso. [1] Em 29 de Janeiro o elenco recebeu o Screen Actors Guild Awards de Melhor Elenco em cinema.
 
Terrence Malick — A Árvore da Vida

O filme abre com uma citação do Livro de Jó, quando Deus pergunta, "Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? ... Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?" Uma luz misteriosa e vacilante, que lembra uma chama, emerge. O filme corta para a Sra O'Brien enquanto ela recebe um telegrama informando sobre a morte de seu filho aos 19 anos de idade. O Sr. O'Brien é notificado pelo telefone. A família é jogada em um mundo de dor enquanto eles tentam lidar com a situação em sua casa suburbana.
Jack O'Brien está à deriva em sua vida mordena como arquiteto. Em uma conversa ao telefone com seu pai, confessando pensar sobre seu irmão falecido todos os dias. Quando ele vê uma árvore sendo plantada em frente a um prédio, ele começa a reminiscência central do filme.
O filme corta para uma dramatização da formação do universo. Enquanto as galáxias se expandem e os planetas se formam, a voz de Jack pode ser ouvida perguntando várias questões existênciais. Em outros pontos do filme, tais questões e observações são expressas por outros membros da família, como também seu eu mais jovem. Na recém formada Terra, vulcões entram em erupção e micróbios se formam. Eventualmente, a câmera se estabelece em uma praia, onde um elasmossauro jaz com um ferimento fatal na lateral do corpo. Em uma floresta, um jovem parassaurolofo está cauteloso com predadores. Mais tarde na margem de um rio, o parassaurolofo jaz ferido. Um troodonte aparece e o examina. O troodonte coloca sua pata no pescoço do parassaurolofo, preparando-se para matá-lo, porém reconsidera depois de ver sua luta. O predador vai embora.
Em um vasto bairro de Waco, Texas, a família O'Brien é apresentada, vivendo em uma casa muito diferente e antiga. O jovem casal está fascinado pelo bebê Jack, e seu dois outros irmãos rapidamente o seguem, enquanto a família crece. O filme se estabelce na família enquanto Jack chega na adolescência. O Sr. O'Brien luta para equilibrar seu sentimento de dever paternal com o grande amor que ele têm pelos filhos. Ele é severo e autoritário, ao mesmo tempo profundamente afetuoso e carinhoso. Em contraste, a Sra. O'Brien é infantil e compreensiva, tendo uma atitude mais permissiva com seus filhos.
O Sr. O'Brien cobiça riqueza e lamenta não ter se tornado um grande músico. Ele arquiva patentes para várias invenções, porém não consegue criar um empreendimento duradorou. Em certo ponto, ele faz uma viagem ao redor do mundo tentando vender suas invenções. Enquanto ele está fora, os meninos desfrutam de acesso irrestrito a sua mãe, e Jack passa pelas primeiras dores da rebeldia. Persuadido por outros meninos de sua idade, Jack comete atos de vandalismo e abuso animal. Ele mais tarde invade a casa de uma vizinha, e rouba uma peça de roupa. Jack fica confuso por seus experimentos com violência.
A fábrica que o Sr. O'Brien trabalha fecha, e ele é forçado a se mudar. Ele se reconcilia com Jack, pedindo perdão por seu tratamento duro.
O filme mostra o fim da vida na Terra, com o planeta sendo queimado pelo Sol quando ele se transforma em uma gigante vermelha, posteriormente deixado como um lugar desolado, sem vida e congelado ainda orbitando a estrela, que no momento se transformou em uma débil anã branca.
O filme retorna para o Jack adulto, que está andando por um terreno rochoso, possivelmente no final do tempo e da própria vida. Ele tentativamente atravessa o batente de uma porta, erguido no meio das pedras. Em um baixio, Jack é reunido com sua família e todas as pessoas que povoavam sua memória. Seu pai está feliz por vê-lo. Sua mãe fica radiante quando a memória de Jack ressucita seu irmão falecido. Ela lhe agradece, beijando seu braço. O filme se encerra com a mesma luz misteriosa e vacilante do início.

Alexander Payne — Os Descendentes
Matt King (George Clooney) é um advogado, descendente de uma família de reis do Havaí, responsável por administrar as terras que foram herdadas pela família. Ao mesmo tempo em que lida com estas questões burocráticas, King é levado a tomar conta das filhas com quem tinha pouco contato, após a sua esposa ter sofrido um acidente de lancha e ter ficado em coma.

Martin Scorsese — Hugo
 Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão de 12 anos que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida de gigantes relógios do Lugar: escuta seus compassos, observa enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato: ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada Isabelle (Chloe Moretz), cruzam o caminho do garoto. Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível História, que, mistura elementos dos quadrinhos e do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de história numa homenagem inteligente ao cinema mudo e a preto e branco.
Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão de 12 anos que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida de gigantes relógios do Lugar: escuta seus compassos, observa enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato: ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada Isabelle (Chloe Moretz), cruzam o caminho do garoto. Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível História, que, mistura elementos dos quadrinhos e do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de história numa homenagem inteligente ao cinema mudo e a preto e branco.

Comentários